sábado, 9 de março de 2013

PARAÍBA - UMA SELEÇÃO
- Exposição na Galeria do Museu de Arte Assis Chateaubriand -
  Campina Grande - PB

UMA TENDÊNCIA ESTÉTICA PARAIBANA?

Seria exagero, falar de uma tendência estética paraibana numa pequena mostra que revela, apenas, uma ínfima parte de um período da produção local em artes visuais. Sim, porém não podemos negar, que aqui encontramos uma seleção relativamente significativa da expressão plástica de alguns artistas paraibanos, que atuaram com sentimento singular, na concepção e construção destas obras, em uma considerável diversidade de temas e estilos pictóricos.

Esta exposição, apresenta extraordinário potencial para revelar a variedade de tendências, de segmentos estéticos, num misto de pop-moderno-contemporâneo, abstrato, figurativo, paisagem e primitivo (naif). Enfim, na miscigenação e na soma do ecletismo cultural local, refletido na grande diversidade de pensamento e de estilo de vida, da segunda metade do século XX, na Paraíba. São obras produzidas por um grupo de artistas, onde, alguns talvez nem pertençam ao “seleto” grupo de “reconhecidos”. No entanto, suas obras aqui expostas são suficientemente expressivas, ao ponto de lhes serem atribuídas, a capacidade de representação do “pensamento estético” local, de suas tendências.

Evidentemente não podemos deixar de reconhecer as influências externas, internas e de toda ordem, na vida e na obra desses artistas que podemos aqui apreciar. Mas em nossa opinião, é exatamente isso, essa pluralidade, que caracteriza o pensamento estético cultural da atualidade. Que, embora produzido aqui, na Paraíba, não está excluso da representação de uma produção cultural universal; universo do qual, também está suscetível a receber todo tipo de influência de pensamento e de estilo.

Uma questão estética fenomenal do mundo atual, com fusões de culturas e rompimento de fronteiras culturais, com uma produção artística que reflete um planeta transformado em uma “aldeia global”. Contudo, nesta mostra, podemos sentir o “clima” da identidade e do caráter cultural local.
Otávio Maia

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013